Como tratar corretamente resíduos industriais? Conheça todas as possibilidades e cuidados necessário

Conhecer as melhores alternativas te ajuda a escolher as opções mais adequadas de destinação final aos resíduos gerados por sua empresa. Entenda como tratar corretamente cada resíduo.


Em nosso post anterior, falamos sobre a gestão de resíduos industriais e todos os processos envolvidos em uma boa gestão de resíduos. Caso queira conferir antes, você pode acessar este link.


Desta vez, vamos nos aprofundar sobre os tipos de resíduos e também sobre as possibilidades de destinação final que cada material possui. Dessa forma, conhecendo todas as opções, sua empresa tem maior segurança no momento de escolha do que é melhor para o negócio e também para o meio ambiente.


Portanto, se você quer entender como tratar corretamente resíduos industriais, continue a leitura e aprenda a avaliar a qualidade da gestão de resíduos de seu negócio.


Sempre vale relembrarmos: o que são resíduos industriais?


Caso você esteja começando a estudar sobre o tema, saiba que os resíduos industriais são os materiais que “sobram” no processo produtivo de qualquer produto. Por exemplo, a rebarba de borracha de um molde de sapato é um tipo de resíduo.


Ou seja, em todo processo de fabricação existe uma porcentagem (ainda que mínima) de descarte de material. O acúmulo de todos esses materiais que sobram se tornam os resíduos industriais gerados pelos negócios, que podem ser sólidos, líquidos ou gasosos.


Agora que já sabe disso, vamos falar sobre a importância de cuidar corretamente dos resíduos gerados em seu negócio.


Por que é necessário tratar os resíduos industriais gerados por meu negócio?


Todos os materiais descartados geram algum tipo de impacto ambiental que, consequentemente, trazem efeitos para a nossa qualidade de vida. Sendo assim, um dos motivos pelos quais é preciso cuidar dos resíduos gerados por cada negócio é a busca por minimizar os impactos ambientais causados pelos mesmos.


Além disso, mais do que impactos ambientais a longo prazo, alguns tipos de materiais também podem causar graves acidentes por serem inflamáveis, tóxicos, corrosivos, ou até mesmo patogênicos (causadores de doenças). Nesses casos, a responsabilidade também é da empresa geradora do resíduo e deve ser um grande ponto de atenção na gestão do negócio e na hora de escolher a empresa prestadora do serviço.


Nesse cenário, ainda que esses sejam motivos de grande importância, não são os únicos. Isso porque, a legislação brasileira entende que todos os geradores de resíduos são responsáveis pelo gerenciamento, transporte, tratamento e destinação final dos seus resíduos.


Ou seja, a necessidade de tratar corretamente os resíduos também está ligada com a garantia de uma atuação responsável de sua empresa, que deve estar em dia com as normas ambientais para não correr risco de multas ou até mesmo consequências mais graves relacionadas ao funcionamento do negócio.


Em resumo, seu negócio deve tratar corretamente todos os resíduos industriais para que continue em conformidade com todas as legislações e também garanta a segurança do meio ambiente e da comunidade ao redor.


Com isso em mente, vamos entender melhor sobre todas as escolhas adequadas e possíveis para cada tipo de material.


Tipos de resíduos e etapas da destinação correta


Neste post, falamos em maiores detalhes sobre como são classificados os tipos de resíduos industriais. De forma resumida, os resíduos são classificados entre: resíduos industriais de classe I (perigosos), classe IIA (não inerte), classe IIB (inertes).


A diferença entre cada classe está no grau de periculosidade que os diferentes tipos de materiais oferecem:


  • Classe I (perigosos): são materiais de grande periculosidade por seu potencial de contaminação e características específicas como, inflamabilidade, toxicidade, corrosividade e patogenicidade.

  • Classe IIA (não inerte): materiais de baixa ou nenhuma periculosidade e não inertes.

  • Classe IIB (inertes): dejetos não contaminantes e inertes, ou seja, incapazes de produzirem reações ou atividades próprias.


Conhecer essa classificação dos resíduos é o primeiro passo para entender como segregá-los de maneira correta, evitando que algum tipo de material contamine e comprometa o reaproveitamento de outros. Além disso, também serve para capacitar corretamente o time de pessoas que irá lidar com materiais que exigem cuidados específicos.


Nesse aspecto, isso nos leva à próxima etapa da gestão correta dos resíduos industriais, o armazenamento.


Etapas da gestão de resíduos industriais

Armazenamento


Como você já deve imaginar, há um grande volume de resíduos gerados diariamente nos processos produtivos de uma indústria. Nesse contexto, todo esse volume de material não pode ser descartado sem a correta destinação de acordo com a sua classificação.


Isso implica que, até que esses materiais sejam recolhidos e levados ao destino final (reciclagem, aterros ou incineração, por exemplo), eles precisam ser corretamente armazenados para que não aconteça a contaminação de outros materiais e também das pessoas envolvidas no manejo.


Além da adequação do local, outra preocupação é o espaço disponível para esse armazenamento, uma vez que uma indústria pode gerar toneladas de resíduos mensalmente, e isso ocupa uma grande área útil das instalações da empresa. Nesses casos, uma solução pode ser o transporte em maior periodicidade (vamos falar sobre essa etapa no próximo tópico), evitando que uma grande quantidade de resíduos seja armazenada por muito tempo.


Portanto, ainda que seja um desafio, o armazenamento correto é um cuidado fundamental para que todas as etapas posteriores não sejam comprometidas.


Transporte


Assim como o armazenamento é importante, o transporte também é uma das etapas que exige cuidados para a realização de uma boa gestão de resíduos.


Como vimos, alguns tipos de materiais oferecem maiores riscos do que outros. Além disso, determinados recicláveis são mais frágeis e podem ter seu reaproveitamento comprometido caso sejam misturados com outros materiais no trajeto entre a empresa e o local de destinação dos mesmos.


Sendo assim, o transporte também precisa ser realizado de maneira adequada e segura, para garantir que não aconteçam acidentes e também que nada seja comprometido durante o trajeto.


Tratamento final dos materiais


Após gerados, os resíduos são armazenados e, posteriormente, transportados até o local onde terão sua destinação correta.


Caso você não saiba, esses processos podem ser realizados pela própria empresa geradora do resíduo, ou também por uma empresa terceirizada e especializada na gestão de resíduos industriais.


Aqui na Reciclar, nós cuidamos de todas as etapas envolvidas na gestão correta dos resíduos industriais de seu negócio, na região de Nova Hartz, Vale dos Sinos, Paranhana, Serra e grande Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Inclusive, para o transporte adequado, contamos com frota própria, com veículos devidamente equipados e sinalizados, sendo todos com registro na ANTT.


Além do transporte, também cuidamos da destinação de todos os resíduos, dando o tratamento adequado a cada tipo de material. A seguir, vamos te mostrar as melhores opções para cada tipo de material.


Reciclagem


A reciclagem é provavelmente um dos meios mais conhecidos de destinação de resíduos, pois é algo que muitos de nós temos contato na própria rotina doméstica de separação de lixos. Nesse processo, materiais como plástico, papel e metal são transformados novamente em matéria prima para serem utilizados na produção de novos produtos.


Além de muito benéfica para o meio ambiente por reduzir a quantidade de materiais depositados na natureza, a reciclagem também pode trazer benefícios econômicos para o negócio. Uma vez que os materiais serão transformados novamente em matéria prima, esses resíduos podem ser vendidos para empresas que cuidam da reciclagem dos materiais.


Outra grande vantagem é que a reciclagem gera muitas oportunidades de trabalho também, uma vez que muitas pessoas estão envolvidas no trabalho de separação e coleta. Portanto, quando sua empresa opta por separar corretamente os materiais para encaminhar à reciclagem, muitos benefícios são proporcionados ao meio ambiente, à comunidade e ao seu próprio negócio.


Por isso, anote aí os resíduos que podem ser reciclados:


  • papel

  • plástico

  • metal

  • vidro


Um ponto importante é que esses materiais precisam ser devidamente separados antes do transporte, pois, caso aconteça alguma contaminação, parte desses resíduos podem perder o potencial de reciclagem. Um papel que tenha contato com algum alimento quando descartado, por exemplo, pode ser perdido.


Por isso, também é preciso investir na educação e conscientização dos colaboradores para cuidar corretamente dos resíduos industriais gerados em sua empresa. Isso porque, os resíduos gerados no escritório e em áreas comuns dos funcionários também podem ser reaproveitados, caso sejam separados corretamente.


Destinação final


A destinação final é a etapa que cuida da porcentagem de materiais que não pode ser reciclada. Isso porque, ao final de todo o processo de separação de recicláveis e demais resíduos, sempre resta uma parte dos materiais que não pode ser reaproveitada de nenhuma forma.


No caso dessa porcentagem de resíduos inaproveitáveis, a solução é dar uma destinação final adequada, que pode ser o encaminhamento a aterros sanitários ou a incineração (coprocessamento).


Vamos te explicar melhor sobre essas alternativas:


Aterros sanitários

Os aterros são espaços projetados para diminuir os impactos do lixo ao meio ambiente. Dessa forma, a base dos aterros é coberta com uma base de plástico impermeável, para que os resíduos do lixo não cheguem aos lençóis freáticos. Portanto, essa estrutura é pensada para evitar que ocorram contaminações de solo, água e ar.


Sendo assim, quando sua empresa opta pela destinação final em aterro, os resíduos devem ser corretamente transportados até o local e lá serão devidamente enterrados para que ocorra a decomposição pela natureza.


Incineração (coprocessamento)

A incineração (ou coprocessamento) é uma das opções mais sustentáveis de destinação final. Isso porque, o Brasil é um dos maiores produtores de lixo do mundo, o que faz com que uma grande quantidade de resíduos seja depositada em aterros diariamente. Nesse contexto, apesar de ecologicamente corretos, os aterros ocupam grandes áreas de terra para comportar todos os resíduos.


Já no coprocessamento, os resíduos são incinerados e não são depositados na natureza, diminuindo os impactos ambientais.

Certificação de destinação final: fique de olho!


Já vimos anteriormente que todos os geradores de resíduos são responsáveis pelo tratamento adequado dos mesmos.


Nesse contexto, é importante saber que, independente da opção de destinação final escolhida, sua empresa precisa ter a documentação que comprove o destino de todos os resíduos.


Por isso, se você optar por terceirizar a gestão de resíduos industriais, escolha parceiros responsáveis e experientes e que garantam a destinação correta de todos os materiais.


Aqui na reciclar, sua empresa recebe um certificado de destinação final sobre todos os resíduos. Isso garante segurança para o seu negócio, que fica em dia com todas as documentações e normas, além de também assegurar que todos os resíduos foram devidamente tratados corretamente pela nossa equipe.


Como a reciclar pode te ajudar a cuidar dos resíduos gerados pela sua empresa


Neste artigo te contamos maiores detalhes sobre todas as etapas do tratamento adequado de resíduos industriais, assim como as opções de destinação final possíveis.


Por isso, agora que você já conhece o processo como um todo, é importante avaliar se todas as etapas estão sendo cumpridas corretamente em seu negócio.


Caso precise de ajuda, nós da Reciclar possuímos um time completo de especialistas na grande região de Nova Hartz, Vale dos Sinos, Paranhana, Serra e grande Porto Alegre, no Rio Grande do Sul., com mais de 30 anos de experiência com indústrias dos mais diversos segmentos. Entre em contato e agende uma visita para assegurar a qualidade da gestão de resíduos de seu negócio.


Posts recentes

Ver tudo